Todo apoio e solidariedade feminista a luta indígena e ao Acampamento Terra Livre

ARTICULAÇÃO DE MULHERES BRASILEIRAS, 26 DE ABRIL DE 2017
Bombas, spray de pimenta e balas de borracha foram utilizados ontem pela PM de Brasília contra mais de 3 mil mulheres, crianças, homens e idosos indígenas do Acampamento Terra Livre, que se manifestavam pelos seus direitos e demarcação de terras.
Num país como o nosso, capitalista e construído pelo genocídio indígena e escravização da população negra, a luta por direitos para as classes populares vai se tornando alvo do ódio da classe dominante. Somos um país estruturado sob o latifúndio das capitanias hereditárias, por isso a luta por terra e territórios é fortemente uma luta contra o patriarcado que aqui se instalou. O patriarcado latifundiário racista é herança do branco invasor, travestido e modernizado na forma de agronegócio, e que persiste nas mesmas práticas coloniais: invasão e genocídio para expropriação de territórios. Com forte bancada no Congresso Nacional, a força patriarcal e racista do latifúndio moderno tenta bloquear direitos e impor legislação que lhes favoreça.
Pelo fim do patriarcado racista! Em defesa da diversidade nas formas do viver! Em defesa da soberania dos povos indígenas! Em solidariedade à luta das mulheres indígenas por seus territórios e sua integridade e dignidade! Pelo livre direito de protesto! Liberdade para as lutas por direitos da população indígena e todo povo brasileiro!
# Fora Governo Temer! # Fora Congresso Golpista!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *