NOTA DE REPÚDIO AO CRIME DE INCITAÇÃO À VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA NÓS MULHERES

manifesto-dilma_violenciasexual

Nós, da Articulação de Mulheres Brasileiras e da Articulação Feminista Marcosul, vimos a público manifestar nosso repúdio à produção, divulgação e comercialização de adesivos de automóveis que atentam criminosamente contra a imagem da Presidenta Dilma Rousseff.  Repudiamos que essa imagem seja divulgada na Internet como uma “forma de protesto”, e consideramos que se trata de um crime de incitação à violência sexual pelo qual deve ser responsabilizado os sites e blogues que divulgam o adesivo como “forma de protesto”, assim como devem ser responsabilizados o site que o comercializou e aqueles que o divulgarem. Para nós, em uma democracia, a violência contra as mulheres jamais poderá ser considerada uma forma de protesto. Violência contra as mulheres é crime!

Em uma sociedade patriarcal, a violência sexual vem sendo utilizada sistematicamente para subjugar a nós mulheres, nos dominar, nos desqualificar, nos castigar pela transgressão e pela busca permanente de sermos donas de nossos projetos de existência, é roubar nossa possibilidade de existir e ser com autonomia, rompendo as regras de sujeição que o machismo nos impõe, todos os dias. A imagem veiculada no adesivo violenta a todas nós mulheres brasileiras. O recado é muito explícito: é permitido invadir, utilizar, mercantilizar, violentar, devastar o nosso corpo e a possibilidade de existirmos como seres autônomos. Trata-se, portanto, não somente de uma apologia ao estupro, mas de uma autorização tácita para se violentar todas as mulheres, inclusive como instrumento de correção. É uma violência simbólica que reduz nós mulheres à condição de objeto e nos retira do lugar de sujeitos.

A Presidenta é vítima da violência machista. É por ser mulher que é atacada dessa forma.  Nesse sentido, não é à toa que a presidenta foi escolhida nesse contexto de avanço do conservadorismo fundamentalista patriarcal. Difundir e naturalizar o uso dessa imagem é, na nossa perspectiva, ser cúmplice da violência, é praticar o crime de incitação à violência sexual contra as mulheres, em um país em que, todos os dias, em intervalos de minutos, uma mulher é estuprada e morta pelo machismo. Ademais, depreciar a imagem de uma presidenta é mais que depreciar a sua imagem, é desqualificar a imagem da instituição presidência, é por em questão a possibilidade das mulheres ocuparem lugares de poder. Para que a violência contra as mulheres tenha fim, é necessário enfrentar os valores e ideias que ainda naturalizam este tipo de violência e que tentam justificá-la e banalizá-la.

Manifestamos nossa solidariedade feminista à Presidenta Dilma Rousseff e a todas as meninas e mulheres que são vítimas da violência patriarcal no Brasil e no mundo. Mexeu com uma, mexeu com todas!

 

Por mim, por nós e pelas outras!  

Por democracia no mundo e nas nossas vidas!

Fim à violência contra as mulheres!

 

Assinam esta nota:

Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB)

Articulação de Mulheres Brasileiras – RJ

Articulação de Mulheres do Amapá

Articulação de Mulheres do Amazonas

Articulação de Mulheres do Mato Grosso do Sul

Articulação Feminista Marcosur (AFM)

Casa da Mulher do Nordeste

Cfemea – Centro Feminista de estudos e assessoria – Brasilia

Coletivo Autônomo  Feminista Leila Diniz – RN

Coletivo Alumiá: Gênero e Cidadania – Mauá – SP

Cunhã Coletivo Feminista – João Pessoa -PB

Fórum Cearense de Mulheres

Fórum Goiano de Mulheres

Fórum Estadual de Mulheres Maranhenses

Fórum Estadual de Mulheres do Piauí

Fórum Estadual de Mulheres do Rio Grande do Norte

Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense – FMAP

Fórum de Mulheres do Distrito Federal e Entorno

Fórum de Mulheres do Espírito Santo

Fórum de Mulheres de Lauro de Freitas (BA)

Fórum de Mulheres de Manaus

Fórum de Mulheres de Mato Grosso

Fórum de Mulheres de Pernambuco

Fórum de Mulheres de Santa Catarina

Fórum de Mulheres de Sergipe

Fórum de Mulheres do Tocantins

Fórum de Promoção da Igualdade Racial Benedita da Silva

Grupo Curumim

Movimento Articulado de Mulheres da Amazônia –  MAMA

Movimento e Articulação de Mulheres do Estado do Pará –  MAMEP

Núcleo de Mulheres de Roraima

Observatório de Mídia da UFPE – Gênero, Democracia e Direitos Humanos

Promotoras Legais Populares de Diadema

Rede de Mulheres em Articulação da Paraíba

REDEH – Rede de Desenvolvimento Humano

SOS Corpo Instituto Feminista para Democracia

União de Mulheres de São Paulo

26 thoughts on “NOTA DE REPÚDIO AO CRIME DE INCITAÇÃO À VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA NÓS MULHERES

  1. Como mulher e como cidadã brasileira repudio veementemente estas aberrações feitas por esta gente golpista, vil, indigna, contra a Presidenta e contra toda mulher.
    Há uma luta por respeito, dignidade, tolerância humana e de gênero… que desde trabalhos escolares se estendem pela mídia e, por gente consciente, que batalham por construir pessoas que entendam que ‘alteridade” é o mínimo que se espera na convivência social! Respeito e dignidade se exige!”

  2. Um verdadeiro absurdo o que está acontecendo, não existe explicação, isso passou dos limites, um verdadeiro atentado as mulheres brasileiras e uma apologia ao crime. Indignada!!!

  3. Me senti ultrajada , um sentimento muito forte e terrível de indignação . Parei e pensei: mas o que é isso ? O que vamos fazer ? Qual a reação efetiva diante de fato tão agressivo ? Ainda estou impactada .

  4. Esse tipo de atitude, desrespeitosa e vil, não pode ser coibida, levada à justiça?? Como pode ficar do jeito que está?? O setor jurídico da Presidência não entrará com ação??? Que absurdo!!

  5. Valeu moçada …. a nota ficou ótima e no tempo certo para reagirmos a essas indecências machistas, miógenas, violentas !!!!

  6. É inadmissível aceitar uma violência de tal porte! Acho que as redes sociais precisam ser utilizadas para protestar,vender produtos,repassar informações de toda espécie,porém ,violentar é CRIME!!!

  7. parabéns pela luta e iniciativa, uma nação que não respeita suas crianças, suas mulheres e seus idosos, precisa rever seus conceitos urgentemente.

  8. A Comissão Permanente de Mulheres de Cárceres Mato Grosso repudia toda forma de violência e solidariza com a Presidente Dilma. Mexeu com uma, mexeu com todas.

  9. Eles mostraram a cara. É um fundamentalismo pariarcal de direita. A presidenta Dilma representa toda a dignidade, inteligência, capacidade, dignidade, respeito e amor que possui nossas mães, irmães e filhas. São parte de nós, são nossas companheiras na luta pela vida e pela alegria de viver.

  10. Viva o aguerrido movimentos de mulheres brasileira que com sua coragem enfrentam mais esse absurdo. Por uma sociedade sem machismo !
    Porque viver sem violência é um direito de todas as mulheres. . Toda solidariedade à nossa Presidenta Dilma Roussef

  11. Mulher deve ser respeitada pois é a matriarca de uma familia se não for a sustentação, apesar de sofrer muito ainda bem que somos fortes e destemidas não nos abatemos,estamos sempre lutando e derrubando barreira.Não aceito sermos himilhadas ,descriminadas somos mulheres .

  12. Essa é a consequência de um processo midiático que tem a rede globo, revistas veja etc e a oposição ao governo como protagonistas. Utilizam como todo machista e golpistas, o desrespeito à condição feminina, pois pensam que por ser a presidente mulher podem abusar infinitamente de atos como fazem os estupradores. Penso também que os responsáveis devem ser processados e punidos… Lutaremos, com certeza, com garra na defesa de nossa Presidente e da democracia.

  13. Vergonhoso demais essas atitudes machista e desrespeitosa contra a Presidenta Dilma isso tem que ser apurado e punido. Será q. essas pessoas não respeitam suas mães esposas filhas, irmãs. È uma violência contra todas nós Mulheres.

  14. Ha tudo de preconceito contra mulher e…um certo odio e desprezo pela mulher no poder politico e economico
    claro que temos de nos unir contra isso!
    Temos de dar maior visibilidade a este manifesto !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *